6 de dez de 2012

Fotos do encontro de 29/11/12

Confira as fotos do encontro realizado em 29 de novembro de 2012:

Dr. Arnaldo Cortina.

Dra. Elizabeth Harkot-de-La-Taille (FFLCH/USP.

Da esquerda para a direita: Cintia Alves, Loredana Limoli (ao fundo), Ana Paula Mendonça, Aline Santos e Goreti Prado.
 
 Da esquerda para a direita: Dr. Arnaldo, Dra. Mônica Signori (UFSCar) e Luiz Carlos Torelli.
 

PODCAST - "Entre a semiogênese e a construção identitária: reflexões semióticas"

Ouça "Entre a semiogênese e a construção identitária: reflexões semióticas", apresentação realizada pela profa. Dra. Elizabeth Harkot-de-La-Taille (FFLCH/USP) em 29 de novembro de 2012, no Seminário de Semiótica da UNESP.


Se preferir, faça o download do áudio.

21 de nov de 2012

Apresentação: Entre a semiogênese e a construção identitária: reflexões semióticas (29/11/12)

Elizabeth Harkot-de-La-Taille (FFLCH/USP)

A partir da perspectiva da semiótica francesa, tomo a proposta de um modelo de arquitetura mental avançado por Brandt (2006, 2010) e as ponderações de Klinkenberg (2008) e Grupo m (2005, 2011) sobre a semiogênese, os resíduos, a criação, e a identidade, a fim de apresentar uma leitura semiótica do percurso de conquista da consciência da semiose, da linguagem e da identidade em Helen Keller (1890-1968). Personagem real da história recente, portadora de cegueira e surdez desde os 19 meses de idade, seus escritos (KELLER 1903, 1904) permitem aprender que seu percurso de conquista de identidade inaugura-se nos estímulos sensoriais, gradativamente compreendidos em sua inteligibilidade, e continua pela ação da linguagem, que v em integrar a matéria inteligível gerada pelos estímulos ao conhecimento do mundo e à noção da própria identidade, pela força afetiva das paixões, por meio de narrativas sociais. As reflexões sobre o processo semiótico-cognitivo de Keller levam a pensá-lo como originado na leitura que a menina cega e surda imprime ao sentido/percebido, ao relacioná-lo a outros estímulos de mesma ordem, relação que, ao se estabelecer garante-lhe, pela limiarização, a afirmação de um valor distintivo, o recorte do sentido/percebido, seu reconhecimento e associação a uma noção. Tal associação de estímulos permite-lhe, inicialmente, a concepção de coisas, mais tarde, de pessoas, o que lhe dota de um dispositivo enunciativo e lhe permite a concepção de narrativas, até que o sentido/percebido inicial, tendo deixado resíduos no processo, é por ela integrado a seus conhecimentos e passa a ser considerado parte de si mesma, de sua identidade.

Data: 29/11 (Quinta)
Horário: das 10 às 12h.
Local: Anfiteatro C da FCLAr/Unesp.

30 de out de 2012

Fotos do encontro de 25/10/12

 Confira as fotos do nosso último encontro, realizado em 25 de outubro de 2012!


  Dr. Jean Cristtus Portela e Gabriela Alias (Mestranda - UFSCar)


 
Dr. Fernando Moreno da Silva (pós-doutorando - UNESP/FCLAr)


Aline Ap. dos Santos e Maria Goreti Silva Prado (Mestrandas - UNESP/FCLAr)


Gabriela Alias (Mestranda - UFSCar) e Cintia Alves da Silva (Doutoranda - UNESP/FCLAr)



27 de out de 2012

PODCAST - "Para uma semiótica cognitiva"

Ouça "Para uma semiótica cognitiva", apresentação realizada pelo Dr. Fernando Moreno da Silva em 25 de outubro de 2012, no Seminário de Semiótica da UNESP.


Se preferir, faça o download do áudio.

23 de out de 2012

Apresentação: Para uma semiótica cognitiva (25/10/12)

Fernando Moreno da Silva (UNESP/FCLAr)

A proposta da apresentação tem como pano de fundo uma exposição geral das principais tendências teóricas da semiótica francesa: avanços no estudo do Plano da Expressão (semissimbolismo e níveis de pertinência), tensividade, enunciação, semiótica sensível, etc. Dentro desse quadro de avanços epistemológicos, será proposto um esquema para abordagem da semiótica cognitiva.

Data: 25/10 (Quinta)
Local: FCLAr/Unesp, sala 10 dos Grupos de Pesquisa.

27 de set de 2012

PODCAST - "A textualização como tradução"

Ouça "A textualização como tradução", apresentação realizada pela Doutoranda Fernanda Massi em 27 de setembro de 2012, no Seminário de Semiótica da UNESP.


Se preferir, faça o download do áudio.

17 de set de 2012

Apresentação: A textualização como tradução (27/09/12)

Fernanda Massi (Doutoranda - FCLAr/Unesp)

Este trabalho apresenta as relações entre o conceito semiótico de “textualização” e o sentido corrente de “tradução”. Segundo Jakobson, há três espécies de tradução: intralingual ou reformulação; interlingual ou tradução propriamente dita; e tradução intersemiótica ou transmutação. A partir do princípio da linguística estrutural – de que a língua é um sistema de valores cujo sentido se dá na diferença e, portanto, não há “reserva de etiquetas” – a teoria semiótica pode auxiliar a compreensão e execução do processo tradutório.

Data: 27/09 (Quinta)
Local: FCLAr/Unesp, sala 10 dos Grupos de Pesquisa.

5 de set de 2012

PODCAST - "Os estudos semióticos na atualidade"

Ouça "Os estudos semióticos na atualidade", apresentação realizada pelo prof. Dr. Arnaldo Cortina em 31 de agosto de 2012, no Seminário de Semiótica da UNESP.


Se preferir, faça o download do áudio.

2 de set de 2012

I Seminário Internacional de Semiótica da UNESP

XIII Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários "Relações Intersemióticas" e I Seminário Internacional de Semiótica da UNESP

Data: de 16 a 19 de outubro de 2012

Local: Faculdade de Ciências e Letras – Campus Araraquara

Apoio: Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa e Grupo de Pesquisa CASA – Cadernos de Semiótica Aplicada.


As mesas-redondas contemplarão os seguintes temas:

Literatura em Várias Mídias: Cinema, Teatro e Televisão, Literatura & Artes Plásticas, Literatura &Tradução, Literatura & Semiótica, Literatura, Música e Canção

Haverá sessões de comunicações abertas para todos os participantes, debate de projetos dos alunosdo PGG em Estudos Literários, oficinas, bem como uma disciplina concentrada e/ou minicurso, intitulada "Escrita, Pintura e Significação Sensível", a ser ministrada pelo Prof.Dr. Denis Bertrand (l’Université de ParisVIII-Vincennes-Saint-Denis).

Palestrantes confirmados:
Prof.Dr. Ismail Xavier (ECA/USP), Prof. Dr. Antonio Preto (Escola Superior Artística do Porto), Profa. Dra. Beth Brait (PUC-SP), Prof.Dr. José Luiz Fiorin (USP), Profa.Dra. Diana Luz Pessoa de Barros (MACKENZIE), Prof. Dr. Raimundo Carvalho (UFES), Prof. Dr. Paulo Henriques Britto (PUC/Rio), Prof.Dr. Aguinaldo José Gonçalves (UNESP/IBILCE), Prof.Dr. Sérgio Motta (UNESP/IBILCE), Profa. Dra. Lucia Teixeira (UFF), Prof. Dr. Luiz Tatit (USP).

1 de set de 2012

XI miniENAPOL de Semiótica

Data: de 03 a 05 de outubro de 2012

Local: FFLCH-USP

Apoio: Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral e GES-USP.

Site: http://www.fflch.usp.br/dl/semiotica/MiniEnapol/minienapol-home.html

22 de ago de 2012

Programação - 2º Semestre de 2012


2º SEMESTRE DE 2012

Agosto [excepcionalmente na sexta-feira]
31/08 – Os estudos semióticos na atualidade
            Arnaldo Cortina (FCLAr/Unesp) 


Setembro
27/09 – A textualização como tradução
            Fernanda Massi (Doutoranda - FCLAr/Unesp);

Outubro

25/10 – Para uma semiótica cognitiva
            Fernando Moreno da Silva (Pós-doutorando - FCLAR/Unesp);

Novembro
29/11 – Entre a semiogênese e a construção identitária: reflexões semióticas
            Elizabeth Harkot-de-La-Taille (FFLCH/USP).
 


30 de mar de 2012

Programação - 1º Semestre de 2012


1º SEMESTRE DE 2012


Abril
27/04 – Manifestação e textualização
            Jean Cristtus Portela (FAAC/FCLAr/Unesp);

Maio

25/05 - A textualização na Análise do Discurso francesa e na Linguística Textual
           Cintia Alves da Silva (Doutoranda – FCLAr/Unesp)
           Aline Aparecida dos Santos (Mestranda – FCLAr/Unesp).

29 de mar de 2012

Seminário de Semiótica da Unesp (SSU)

Tema: A textualização

Responsáveis: Arnaldo Cortina, Jean Cristtus Portela, Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan

Coordenação:
Cintia Alves da Silva, Fernanda Massi

Promoção: Grupo CASA, GELE, GESCom

Reuniões: Última quinta-feira do mês, das 10h às 12h.

Local: FCLAr/Unesp, sala 10 dos Grupos de Pesquisa.