30 de dez de 2013

Revista Signo

Revista do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade de Santa Cruz do Sul.
Submissões de trabalhos para o volume 39, nº 66 até o dia 10/04/2014.
Mais informações pelo site: http://online.unisc.br/seer/index.php/signo

9 de dez de 2013

LIVRO - As cartas de Chico Xavier: uma análise semiótica


O objetivo central deste livro, produzido a partir de uma dissertação de mestrado, foi tentar compreender, com auxílio de métodos semióticos, o processo de construção das autorias espirituais nas cartas "familiares" ou "consoladoras" escritas - ou psicografadas - pelo médium Chico Xavier. A autora, Cintia Alves da Silva, procura detectar sinais de coerência nessas autorias ao longo do tempo, e em que medida elas apresentam marcas de autonomia ou individualidade que permitam distingui-las umas das outras.

O córpus analisado é composto de dez cartas psicografadas publicadas entre 1973 e 1980 e atribuídas a três autores: Augusto César Netto, Jair Presente e Laurinho Basile. Como pano de fundo, a autora põe em xeque uma ideia bastante comum entre os espíritas adeptos de Xavier, a de que a escrita do médium seria tão fiel ao estilo dos espíritos por ele psicografados que se poderia até reconhecer as expressões e formatos verbais que eles supostamente utilizavam em vida.

O trabalho também buscou caracterizar as cartas psicográficas como um tipo particular de texto, que se diferencia dos textos epistolares tradicionais. Para a autora, além de se configurarem como gênero editorial específico, as cartas psicografadas são escritas de modo tão peculiar que ultrapassam o contexto do Espiritismo, avançando por vezes para os terrenos da literatura e do memorialismo. 



3 de dez de 2013

PODCAST - "Saussure segundo Voloshinov"

Ouça "Saussure segundo Voloshinov", palestra realizada pela Profa. Dra. Assunção Aparecida Laia Cristóvão (Unincor) em 25 de novembro de 2013, no Seminário de Semiótica da Unesp.


Se preferir, faça o download do áudio.

2 de dez de 2013

62º Seminário do GEL

62º Seminário do GEL - Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo


Os interessados em apresentar trabalho devem se inscrever no site do evento de 20 de dezembro de 2013 a 20 de fevereiro de 2014.

O evento ocorrerá nos dias 30 de junho a 03 de julho de 2014

Local: Universidade Estadual de Campinas
Campinas/SP

Para mais informações sobre o evento acesse o site:
http://www.gel.org.br/

26 de nov de 2013

Revista Entrepalavras

Revista Entrepalavras - Revista de Linguística do Departamento de Letras Vernáculas da Universidade Federal do Ceará (UFC).
Submissões de trabalhos até dia 31/12/13
Mais informações pelo site: http://www.entrepalavras.ufc.br/revista


18 de nov de 2013

Apresentação: "Saussure segundo Voloshinov" (25/11/13)

O próximo encontro do Seminário de Semiótica da Unesp (SSU) será realizado na segunda-feira, 25/11/13, das 14h às 17h, no Anfiteatro C da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus de Araraquara.

Nessa ocasião, a Profa. Dra. Assunção Aparecida Laia Cristóvão (Unincor) apresentará a palestra intitulada "Saussure segundo Voloshinov".


Não é necessário fazer inscrição. Basta comparecer no horário do evento. 

Contamos com a sua presença!

12 de nov de 2013

LIVRO - O romance policial do século XXI: manutenção, transgressão e inovação do gênero

Ao estudar os romances policiais mais vendidos no Brasil entre 2000 e 2007, Fernanda Massi constatou um grande distanciamento entre esses textos e os romances policiais tradicionais. Nos livros escritos por autores clássicos como Agatha Christie, Conan Doyle e Georges Simenon, há algumas características recorrentes: um crime de autoria desconhecida, um criminoso com motivos para assassinar e um detetive encarregado de encontrar a identidade do criminoso e entregá-lo à polícia para que receba a merecida punição. 


Nesta obra, Massi nota que autores contemporâneos como Rubem Fonseca, Luiz Alfredo Garcia-Roza e Dan Brown, entre outros, mantêm a tríade criminoso-vítima-detetive, pois ela é indispensável ao enredo. Mas utilizam o núcleo do romance policial para abordar outros temas, como adultério, corrupção em órgãos públicos, segredos de fundo religioso ou deterioração familiar. 



Assim, segundo a autora, esses escritores escrevem com uma liberdade característica da pós-modernidade: desenvolvem a narrativa seguindo o modelo fixo de estrutura do gênero policial, porém de modo vivo e adaptado à contemporaneidade, inclusive no que concerne aos valores morais.



O diagnóstico alcançado lança nova luz sobre o cenário contemporâneo da literatura policial. 


DISPONÍVEL PARA DOWNLOAD GRATUITO EM: <http://www.culturaacademica.com.br/catalogo-detalhe.asp?ctl_id=203>

IMPRESSÃO SOB DEMANDA PELO SITE: www.culturacademica.com.br

VENDAS A PRONTA-ENTREGA (com a própria autora): R$18,00

6 de nov de 2013

Revista do GEL

Revista do GEL - publicação semestral do Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo
Submissões de trabalhos em fluxo contínuo
Mais informações pelo site: http://revistadogel.gel.org.br/rg

28 de out de 2013

PODCAST - "Jakobson e Saussure" e "Princípios semióticos em Saussure"

Ouça "Jakobson e Saussure", com Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan (FCLAr), e "Princípios semióticos em Saussure", com Fernanda Massi (GPS-UNESP/CASA). As palestras foram realizadas no Seminário de Semiótica da Unesp em 21 de outubro de 2013.


Se preferir, faça o download do áudio.

14 de out de 2013

Apresentações: "Jakobson e Saussure" e "Princípios semióticos em Saussure" (21/10/13)

O próximo encontro do Seminário de Semiótica da Unesp (SSU) será realizado na segunda-feira, 21/10/13, das 14h às 17h, no Anfiteatro C da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus de Araraquara.

Nesse dia, haverá duas apresentações:

Jakobson e Saussure
Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan (FCLAr)
 

Princípios semióticos em Saussure
Fernanda Massi (GPS-UNESP/CASA) 


Não é necessário fazer inscrição! Basta comparecer no horário do evento. Haverá emissão de certificado para os presentes.

Confira a programação completa do SSU para o segundo semestre de 2013 no link http://seminariodesemiotica.blogspot.com.br/p/programacao.html.

LIVRO - História concisa da semiótica


Hoje nossa sugestão de leitura se volta tanto para aqueles que querem iniciar seus estudos em semiótica como para os interessados em sua história. Partindo de uma abordagem didática, o livro História concisa da semiótica organiza os conceitos que levaram à formação da teoria em uma ordem histórica, que não corresponde, necessariamente, à ordem da história real.Partindo das relações entre Ferdinand de Saussure e a semiologia, o livro de Anne Hénault discute o projeto científico da linguística, que daria origem, posteriormente, à teoria semiótica. Antes de chegar a Algirdas J. Greimas e à escola semiótica de Paris, a autora passa pelas abstrações de Hjelmslev, pelos formalistas russos (V. Propp e a tradição oral) e pelos estruturalistas de Praga, desenhando os arcabouços teóricos da semiótica francesa.O esforço teórico de Greimas e da escola de Paris foi reconhecido pela autora e, assim, os desdobramentos dessa vertente da teoria semiótica foram privilegiados. Alguns leitores podem estranhar, por exemplo, a ausência de discussões sobre a teoria semiótica americana de Charles Sanders Pierce (semiótica peirciana) nesse livro, que foi desprezada pelo recorte feito por Anne Hénault.A partir do “ponto de não-retorno”, reflexão de Saussure sobre a língua, História concisa da semiótica contempla as descobertas semióticas realizadas a partir do final do século XIX que fundaram a singularidade e a autonomia dessa teoria. Mesmo que muitos teóricos tenham sido apenas citados e pouco discutidos neste trabalho, vale a pena conhecer essa história uma vez que “a real definição da teoria semiótica é sua história”.

História concisa da semiótica - Anne Hénault DISPONÍVEL EM:www.parabolaeditorial.com.brR$22,00Fernanda Massi

7 de out de 2013

PODCAST - "Dualismo e racionalidade semiótica em F. de Saussure"

Ouça "Dualismo e racionalidade semiótica em F. de Saussure", palestra realizada pelo Prof. Dr. Matheus Nogueira Schwartzmann (Unesp) em 30 de setembro de 2013, no Seminário de Semiótica da Unesp.


Se preferir, faça o download do áudio.

XII miniENAPOL de Semiótica

XII miniENAPOL de Semiótica


Estão abertas as inscrições com apresentação de trabalho. Os interessados devem se inscrever no site do evento até 20 de outubro de 2013.

O evento ocorrerá nos dias 11, 12 e 13 de novembro de 2013.

Local: FFLCH/USP, São Paulo, SP.

Para mais informações sobre o evento acesse o site:
http://www.fflch.usp.br/dl/semiotica/MiniEnapol/minienapol-home.html

30 de set de 2013

Revista Ecos de Linguagem

Revista Ecos de Linguagem (número especial)
Periódico digital multilíngue vinculado ao Laboratório de Semiótica da UERJ - LABSEM
Envio de artigos até 20/10/13
Mais informações no site:  http://www.dialogarts.uerj.br/php/ecosdelinguagem.php



24 de set de 2013

Apresentação: "Dualismo e racionalidade semiótica em F. de Saussure" (30/09/13)

O próximo encontro do Seminário de Semiótica da Unesp (SSU) será realizado na segunda-feira, 30/09/13, das 14h às 17h, no Anfiteatro C da Faculdade de Ciências e Letras da Unesp, câmpus de Araraquara.

Nessa ocasião, o Prof. Dr. Matheus Nogueira Schwartzmann (Unesp) apresentará a palestra intitulada "Dualismo e racionalidade semiótica em F. de Saussure".


Não é necessário fazer inscrição! Basta comparecer no horário do evento. Haverá emissão de certificado para os presentes.

Confira a programação completa do SSU para o segundo semestre de 2013 no link http://seminariodesemiotica.blogspot.com.br/p/programacao.html.

16 de set de 2013

PODCAST - "Greimas leitor de Saussure" e "Ritmo plástico e ritmo narrativo no cinema hollywoodiano: contribuições de Saussure"

Ouça "Greimas leitor de Saussure", com Jean Cristtus Portela (FAAC/FCLAr), e "Ritmo plástico e ritmo narrativo no cinema hollywoodiano: contribuições de Saussure", com Levi Henrique Merenciano (Doutorando – FCLAr). As palestras foram realizadas no Seminário de Semiótica da Unesp em 09 de setembro de 2013.


Se preferir, faça o download do áudio.

A apresentação de Levi Merenciano, em formato PDF, está disponível neste link.

9 de set de 2013

ARTIGO - Teorias fundadoras da semiótica narrativa

O volume 42, número 3, da revista “Estudos Linguísticos” está imperdível para os pesquisadores dos estudos do discurso. O número tem por tema “Análise do texto e do discurso” e contém artigos de importantes pesquisadores da área de Semiótica, tais como Aline Aparecida dos Santos (pesquisadora do Seminário de Semiótica da UNESP), Loredana Limoli (UEL), Cleides Maria Silva Prestes, Edna Maria F. dos Santos Nascimento, Matheus Nogueira Schwartzmann e Vera Lúcia Rodela Abriata (pesquisadores do grupo CASA da UNESP Araraquara), entre muitos outros.

Nossa sugestão de leitura dá especial atenção ao interessante trabalho de pesquisa realizado por Aline Aparecida dos Santos: “Teorias Fundadoras da Semiótica Narrativa”. Nesse artigo, a pesquisadora buscou as origens do pensamento semiótico de Greimas, partindo dos formalistas do folclore e dos estruturalistas literários. Entre eles, encontram-se A. Jolles, A. Dundes, T. Todorov, R. Barthes, C. Bremond, V. Propp e Lévi-Strauss.

Segundo a pesquisa realizada por Aline Aparecida dos Santos, o método estrutural da análise narrativa se desenvolveu em duas importantes fases: de 1920 a 1930 e de 1960 a 1980. As duas fases e suas principais contribuições para a semiótica narrativa – como a aproximação dos estudos linguísticos aos estudos literários – são discutidas de forma detalhada neste artigo, demonstrando o amadurecimento da teoria semiótica ao longo desse período.

Este estudo demonstra que a Semiótica é uma “disciplina em construção”, que ganhou forma ao longo de estudos literários e linguísticos, que foi debatida e criticada por seus fundadores e que continua avançando com propriedade. A leitura desta pesquisa e sua posterior discussão continuarão contribuindo para que a teoria semiótica avance.

Confira também:

A voz e o método, de Alpha Condeixa Simonetti

Lei “Maria da Penha”: uma nova forma de vida da mulher brasileira?
, de Cleides Maria Silva Prestes e Edna Maria F. dos Santos Nascimento

“Meio covarde”, de Ivan Ângelo. Uma abordagem semionarrativa e semiodiscursiva, de Renata Cristina Duarte e Vera Lúcia Rodella Abriata

As virtualidades do segredo na novela das oito, Loredana Limoli

Escrita epistolar: da cena prática à forma de vida, de Matheus Nogueira Schwartzmann

Uma leitura de “Greve”: a vanguarda e o social, de Thiago Moreira Correa

Disponível em:

<http://www.gel.org.br/novo/estudos-linguisticos/edicoes.php>

XLII – n. 3 - 2013

Fernanda Massi

4 de set de 2013

Eventos com inscrições de trabalhos até 06/09!

Atenção! Os seguintes eventos estão com inscrições de trabalhos até 06/09:



  • III ENCONTRO TRICORDIANO DE LINGUÍSTICA E LITERATURA

Para apresentar comunicação, os interessados devem se inscrever no site do evento até 06 de setembro de 2013.
O evento ocorrerá nos dias 17 e 18 de outubro de 2013.
Local: UNINCOR, Campus de Três Corações, MG.

Para mais informações sobre o evento acesse o site:
Http://www.portais.unincor.br/mestrado/index.php/pagina-inicial-iii-encontro



  • XIV SIMPÓSIO NACIONAL DE LETRAS E LINGUÍSTICA E IV SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE LETRAS E LINGUÍSTICA - SILEL

Para apresentar comunicação, os interessados devem se inscrever no site do evento até 06 de setembro de 2013.
O evento ocorrerá nos dias 20, 21 e 22  de novembro de 2013
Local: UFU,Campus Santa Mônica em Uberlândia, MG

Para mais informações sobre o evento acesse o site:
http://www.ileel.ufu.br/SILEL2013/pt/default.asp

Programação completa do SSU para o segundo semestre de 2013

2º SEMESTRE DE 2013

Tema: “Leituras de Saussure”

Neste semestre, os encontros do Seminário de Semiótica da Unesp (SSU) acontecerão sempre das 14h às 17h, no Anfiteatro C da Faculdade de Ciências e Letras da UNESP, câmpus de Araraquara, de acordo com o cronograma abaixo:


SETEMBRO
 

09/09
 
Greimas leitor de Saussure
Jean Cristtus Portela (FAAC/FCLAr)

Ritmo plástico e ritmo narrativo no cinema hollywoodiano: contribuições de Saussure
Levi Henrique Merenciano (Doutorando – FCLAr)



30/09
 
Dualismo e racionalidade semiótica em F. de Saussure
Matheus Nogueira Schwartzmann (FCLAs)

A arbitrariedade... ainda
Marisa Giannecchini Gonçalves de Souza (FCLAr)


OUTUBRO

21/10

 
Jakobson e Saussure
Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan (FCLAr)
 

Princípios semióticos em Saussure
Fernanda Massi (GPS-UNESP/CASA)


NOVEMBRO

25/11

 
Saussure segundo Voloshinov
Assunção Aparecida Laia Cristóvão (Unincor)

Hjelmslev leitor de Saussure, Greimas leitor de Hjelmslev
Arnaldo Cortina (FCLAr)

 

Apresentações: "Greimas leitor de Saussure" e "Ritmo plástico e ritmo narrativo no cinema hollywoodiano - contribuições de Saussure"

Caros amigos,

O Seminário de Semiótica da Unesp (SSU), evento mensal promovido pelos grupos GPS-Unesp, GESCom e CASA, com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, terá a sua próxima edição no dia 09/09/13 (segunda-feira), das 14h às 17h, no Anfiteatro C da FCLAr.

Nessa ocasião, haverá duas apresentações:

Greimas leitor de Saussure
Jean Cristtus Portela (FAAC/FCLAr)

Ritmo plástico e ritmo narrativo no cinema hollywoodiano: contribuições de Saussure
Levi Henrique Merenciano (Doutorando – FCLAr)

Não é preciso fazer inscrição! Basta que compareçam no horário do evento. Haverá emissão de certificado para os presentes.

Confiram a programação completa para o segundo semestre de 2013 no link http://seminariodesemiotica.blogspot.com.br/p/programacao.html.

Contamos com a sua presença!

2 de set de 2013

Programação - 2º Semestre de 2013

2º SEMESTRE DE 2013

Tema: “Leituras de Saussure”

Neste semestre, os encontros do Seminário de Semiótica da Unesp (SSU) acontecerão sempre das 14h às 17h, no Anfiteatro C da Faculdade de Ciências e Letras da UNESP, câmpus de Araraquara, de acordo com o cronograma abaixo:

SETEMBRO
 

09/09
 
Greimas leitor de Saussure
Jean Cristtus Portela (FAAC/FCLAr)

Ritmo plástico e ritmo narrativo no cinema hollywoodiano: contribuições de Saussure
Levi Henrique Merenciano (Doutorando – FCLAr)



30/09
 
Dualismo e racionalidade semiótica em F. de Saussure
Matheus Nogueira Schwartzmann (Unesp)



OUTUBRO

21/10

 
Jakobson e Saussure
Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan (FCLAr)
 

Princípios semióticos em Saussure
Fernanda Massi (GPS-UNESP/CASA)


NOVEMBRO

25/11

 
Saussure segundo Voloshinov
Assunção Aparecida Laia Cristóvão (Unincor)

26 de ago de 2013

Revista Vocábulo

REVISTA VOCÁBULO - publicação dos cursos de Letras e Linguagens: Comunicações Midiáticas do Centro Universitário Barão de Mauá

Submissão de trabalhos até 30/09/2013

Maiores informações no site: http://www.baraodemaua.br/comunicacao/publicacoes/vocabulo/proxima_edicao.html

12 de ago de 2013

LIVRO - Linguística? Que é isso?

Linguística? Que é isso?

A Linguística é uma ciência extremamente importante para o estudo da linguagem humana, suas funções e características. Entretanto, o desconhecimento dessa ciência instaura um preconceito na comunidade em geral, que a considera culpada por ensinar modos "errados" de falar.

Nos séculos XIX e XX, a Linguística criou cinco grandes objetos teóricos: a língua, a competência, a variação, a mudança e o uso. Nesse livro, importantes especialistas da área tratam desses objetos com uma linguagem acessível e agradável.

A linguagem humana: do mito à ciência (José Luiz Fiorin)
As línguas do mundo (José Luiz Fiorin)
A natureza da linguagem humana (Esmeralda Vailati Negrão)
Língua e variação (Ronald Beline Mendes)
Mudança linguística (Evani Viotti)
O uso linguístico: a pragmática e o discurso (José Luiz Fiorin e Norma Discini)

Esses artigos mostram que o domínio da língua portuguesa não implica, necessariamente, a compreensão da Linguística. Há cientistas que se dedicam a isso e têm propriedade para explicar essa ciência.

Essa obra é bastante útil para estudantes e profissionais da linguagem, que nela encontram material e argumentos para justificar e valorizar essa ciência, ainda tão desprezada na comunidade científica.

FIORIN, José Luiz. Linguística? Que é isso? São Paulo: Contexto, 2013.

Onde comprar:
<http://www.editoracontexto.com.br/lancamentos/linguistica-que-e-isso.html>

Fernanda Massi

29 de jul de 2013

III Congress of the Moroccan Association of Semiotics

III Congresso da Associação Marroquina de Semiótica

Local: School of Arts and Humanities, Meknès, Marrocos

Data: 19 e 20 de novembro de 2013

Mais informações: http://semioticon.com/semiotix/files/2013/07/Call-for-papers.pdf

Seminari di Semiotica e Morfologia

Seminário de Semiótica e Morfologia

Local: Collegio della Vela, Urbino, Itália

Data: de 9 a 13 de setembro de 2013

Mais informações: http://www.associazionesemiotica.it/dati/dati_v_d.php?recordID=430

22 de jul de 2013

Chamada de Trabalhos - Revista Linguagem & Ensino (UCPel)


GRADUATE PROGRAM IN ARTS (LETRAS), CATHOLIC UNIVERSITY OF PELOTAS (UCPEL, BRAZIL) – Language & Teaching Journal


Call for papers: Language & Teaching, an international peer-reviewed biannual publication of the Graduate Program in Arts of the Catholic University of Pelotas (Brazil), welcomes submissions for its thematic issue “Language and Cognition”, and to other issues. The submissions might be in the following topics:

  • Perspectives in Cognitive Linguistics: studies on metaphor and metonymy, prototypes, embodiment, image schemas, schematic networks; cognitive grammar; construction grammar; frame semantics; cognitive sociolinguistics; mental spaces theory; usage-based models of language acquisition;
  • Emergentist perspectives on language and cognition: approaches in terms of complex and nonlinear systems; dynamic patterns; attractors; synergetics; interdependence of thought and language; production-perception linkage in child language development;
  • Psychoanalytic and developmental perspectives on the acquisition of symbolic thought: language, cognitive pathologies and communicational disorders; babbling; rejection (rejet, Ausstossung, Verwerfung); prosody and rhythm (pulsional bases of phonation, alliteration, géno-texte); mirror phase and holophrastic discourse; paragrammatism;
  • Semiological and semiotic perspectives, critique of representacionalism: autonomy of iconic thinking (iconicity); code, saturation, supplement; poetic function and other functions of language (Jakobson); the avantgarde and processes of meaning production; relation between language and other systems of signs in scientific discourses and other kinds of discourses; inscription; intertextuality;
The submissions might be written in English, French, Portuguese or Spanish. Please, provide in a separate page information about the author: name, affiliation, contact and a short biographical note. The submissions must have an abstract in the original language and in English (100 to 150 words), and three to five key words. The deadline for the thematic issue is August 20, 2013.

Link: http://www.rle.ucpel.tche.br/index.php/rle 

Dr. Alessandro Zir, Dr. Liliane Prestes 
http://www.rle.ucpel.tche.br/index.php/rle/about/editorial
Team http://ucpel.tche.br/poslet/
http://lattes.cnpq.br/7023315469948047
http://juststructontologin.weebly.com/ 
contact: azir@dal.ca

Chamada de Trabalhos Colóquio Luso-Brasileiro “Semiótica do Espaço” (Universidade Nova de Lisboa)

Caro colega! 

É com grande prazer que convidamos a comunidade académica a participar no Colóquio Luso-Brasileiro “Semiótica do Espaço”, que se vai realizar em Lisboa, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, entre os dias 5 e 7 de Setembro de 2013, sendo as línguas oficiais do colóquio o Português e o Espanhol. 

A data limite para a recepção dos resumos é dia 15 de Julho de 2013. Convidamo-lo(a) a visitar a página do colóquio para mais informações http://www.semiotica-espaco.tk e para submeter online um Resumo. Contamos com a sua participação no Colóquio Luso-Brasileiro “Semiótica do Espaço” em Lisboa.


Cumprimentos
Isabel Marcos
Organizadora do Colóquio Luso-Brasileiro “Semiótica do Espaço”
A vice-presidente Associação Internacional de Semiótica Visual
e-GEO-FCSH-UNL

8 de jul de 2013

Celebração dos 40 anos da publicação de Teses sobre o Estudo Semiótico das Culturas, da Escola de Semiótica de Tartu.

http://www.ut.ee/SOSE/conference/summer_school/

LIVRO - Questões da leitura na sociedade contemporânea


A fim de delinear o perfil do leitor brasileiro contemporâneo, os trabalhos reunidos neste livro abordam diferentes objetos sob a perspectiva da semiótica discursiva. É possível encontrar, nesta obra, a análise de um texto sincrético (minissérie televisiva), de crônicas esportivas publicadas na Folha de São Paulo, de um romance clássico de Clarice Lispector (A hora da estrela), dos romances policiais místico-religiosos mais vendidos no Brasil de 1980 a 2009, de um livro de autoajuda (Comer, rezar, amar), de um conto homoerótico de Caio de Abreu (“Aqueles dois”) e, por fim, dos livros de memória mais vendidos no Brasil de 1966 a 2010.

Entendendo que a leitura se manifesta como um processo discursivo e sócio-histórico que se relaciona a uma prática e a uma discussão teórica, a análise dos discursos presentes nos textos selecionados para a discussão de cada capítulo busca compreender a constituição do sentido e o tipo de leitor que aprecia essas manifestações textuais.

Ao mesmo tempo, buscou-se analisar as questões de identidade e de subjetividade na sociedade contemporânea relacionadas ao perfil do leitor dos objetos analisados. Sendo assim, os capítulos deste livro valeram-se, também, de textos da sociologia a fim de compreender a inserção e a manifestação de cada tipo de texto no momento atual.

Os capítulos que compõem essa obra são:

A configuração discursiva do narrador na transposição do romance “Dom Casmurro” para a minissérie “Capitu” (Cristiane Passafaro Guzzi)

As crônicas da Folha de S. Paulo e seus leitores (Silvia Maria Gomes da Conceição Nasser)

A construção da autoidentidade de Rodrigo S. M. em “A hora da estrela”, de Clarice Lispector (Maria Goreti Silva Prado)

O romance policial e a sociedade contemporânea: misticismo e religiosidade (Fernanda Massi)

Os conflitos contemporâneos em “Comer, rezar, amar”: o leitor de autoajuda em busca de histórias reais (Sabrina Rodrigues Garcia Balsalobre)

Semioses da marginalização: o ethos homossexual masculino (Thiago Ianez Carbonel)

Os livros de memória mais lidos pelo público leitor brasileiro (Arnaldo Cortina)

CORTINA, Arnaldo. (org.). Questões da leitura na sociedade contemporânea. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2013.

Onde comprar: Laboratório Editorial da FCL – laboratorioeditorial@fclar.unesp.br
<http://www.fclar.unesp.br/laboratorioeditorial>
(16) 3334-6275


Fernanda Massi

2 de jul de 2013

PODCAST - "O semissimbolismo na propaganda audiovisual: uma análise de Paint" e "Reflexões sobre a semiótica visual"

Ouça "O semissimbolismo na propaganda audiovisual: uma análise de Paint", com Cintia Alves da Silva (Doutoranda - Unesp), e "Reflexões sobre a semiótica visual", com os professores doutores Arnaldo Cortina (Unesp) e Jean Cristtus Portela (Unesp). As palestras foram realizadas no Seminário de Semiótica da Unesp em 24 de junho de 2013.

Se preferir, faça o download do áudio.

1 de jul de 2013

Eventos com datas para submissão de trabalhos prorrogadas!

Atenção! Os seguintes eventos estão com as datas para inscrições de trabalhos prorrogadas:


  • IV ENCONTRO EM ANÁLISE DO DISCURSO
Até 07 de julho de 2013

Para mais informações sobre o evento acesse o site:

http://www.cepad.net.br/ad2013/


  • CONGRESSO INTERNACIONAL "CEM ANOS COM SAUSSURE"
Até 31 de julho 2013

Para mais informações sobre o evento acesse o site:

https://sites.google.com/site/comsaussure/home

24 de jun de 2013

Revista Linguasagem

Chamada aberta para textos na área de estudos linguísticos e literários.
Envio de resumos em fluxo contínuo.
Mais informações no site: http://www.letras.ufscar.br/linguasagem/edicao20/

18 de jun de 2013

Apresentações: "O semissimbolismo na propaganda audiovisual: uma análise de 'Paint'" e "Reflexões sobre a semiótica visual"

O semissimbolismo na propaganda audiovisual: uma análise de "Paint"
Cintia Alves da Silva (Doutoranda – Unesp)

Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar o semissimbolismo existente em Paint, um dos comerciais da campanha Colour like no other, lançada pela Sony para a linha de televisores de LCD Bravia, em 2006. Com base nos pressupostos da semiótica plástica, especialmente nas contribuições de Jean-Marie Floch para o estudo das relações semissimbólicas, isto é, dos processos de geração de sentido que se dão a partir da homologação entre o plano do conteúdo e o plano da expressão, pretende-se discutir as implicações entre as expressões plástica e musical na composição da propaganda audiovisual, que resultam em efeitos de sentido de verdade e autenticidade, cujo teor persuasivo mostra-se fundamental ao estabelecimento do contrato fiduciário.

Reflexões sobre a semiótica visual
Arnaldo Cortina (Unesp) e Jean Cristtus Portela (Unesp)

Data: 24/06/13 (Segunda-feira)
Horário: das 14 às 17h.
Local: Anfiteatro C da FCLAr/Unesp.


17 de jun de 2013

Congresso Internacional 100 Anos com Saussure (FFLCH/USP)

A Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da USP irá promover nos dias 16 a 20 de setembro de 2013 o I  Congresso Internacional 100 Anos com Saussure. Considerado pai e pioneiro da ciência chamada Linguística Moderna, mormente da corrente estrutural que ganhou notoriedade e a vanguarda dos estudos científicos nas ciências humanas em meados do século XX, Ferdinand de Saussure (1857-1913) tem como celebração, em 2013, seu centenário de morte com um congresso internacional.

8 de jun de 2013

PODCAST - "Estratégias enunciativas na visita ao museu de arte"

Ouça "Estratégias enunciativas na visita ao museu de arte", palestra realizada pela Profa. Dra. Lucia Teixeira (UFF) em 27 de maio de 2013, no Seminário de Semiótica da Unesp.


Se preferir, faça o download do áudio.

7 de jun de 2013

LIVRO - A Reinvenção do Estruturalismo

Um estudo curioso sobre as possíveis contribuições do estruturalismo para a investigação da consciência na atualidade. Talvez o autor tenha razão ao dizer que o estruturalismo foi abandonado prematuramente.

This monograph argues that the structuralist movement in linguistics was curtailed prematurely, before its contribution to cognitive science could be fully realized.  Building upon Roman Jakobson's pioneering work on the nature of the linguistic sign, a new and detailed appreciation of the role of sign relations in the ultimate structuring of consciousness is presented, proving that the structural approach has as much to contribute today as any current cognitive theory.  This study takes the view that the structure which linguistic signs themselves evince should be treated as an organic property of mind in its own right, as the device by which the ultimate differences in meaning in the human cognitive sphere are realized.  Adherence to this principle assumes not only that the linguistic sign must be fundamentally monosemic, but also that the level of abstraction at which the relations between signs function must lie beyond the logical or rational level where polysemy is the rule. 
The study demonstrates that while the conceptual relations or categories uncovered at such a higher-order level of consciousness are of necessity highly abstract and hidden from normal awareness, they are nevertheless neither ineffable nor devoid of content.  Rather, the categories identified and defined in this study are shown to have verifiable correlates at the supra-rational level where transpersonal rather than ego-oriented psychology operates, the level that Jung termed the collective unconscious.  It is here that we find corresponding properties in reports from altered states of consciousness, in the structure of myths worldwide, as well as in studies of the image-making capacity of the human mind.  Ultimately, when the structure of actual linguistic signs is treated as an ordered set of conceptual relations, one necessarily arrives at the conclusion that the sign relations of different languages are anything but Whorfian, but are all pointing to the same universal set of conceptual properties.  This set of properties is then shown to be able to account for the relations between signs in all areas of linguistic structure, from the grammatical to the lexical and the syntactic. 
The monograph goes on to provide a detailed account of the process of making reference, of how speakers are able to contextualize the truly abstract conceptual relations inherent in the structure of signs in their language, to produce a potentially infinite variety of polysemous meanings in actual speech situations at whatever level of concreteness they choose; and how the feedback from such acts of communication determines the evolutionary trajectory of a system of signs conceived as a living organism, specifically as a neuronal structure inherent in the human brain operating as a fundamentally probabilistic or stochastic system.

3 de jun de 2013

A reprodução artificial dos processos sensoriais humanos.

A ciência reproduz as capacidades sensoriais humanas no projeto do robô ROMEO, que é desenvolvido pela empresa de robótica parisiense Aldebaran robotics em parceria com os semioticistas do CeReS (Centre de Recherches Sémiotiques) da Universidade de Limoges. O aparelho visual humano processa as quantidades físicas do mundo natural como qualidades sensíveis. No caso do robô ocorre o inverso, a máquina reconhece as qualidades sensíveis das dimensões espaço-temporais como quantidades, já que os formantes visuais (cromáticos, eidéticos ou topológicos) precisam ser convertidos em equações lógico-matemáticas para que a máquina simule a visão humana. Este vídeo, feito durante a conferência Les robots humanoïdes comme compagnon. Quelles limites ?, ministrada pelo prof. Didier Tsala-Effa na Biblioteca Multimídia de Limoges, mostra como o robô percebe os objetos mostrados a ele e simula a sensório-motricidade humana ao aproximar-se ou afastar-se da presença do objeto.

https://www.youtube.com/watch?v=JXo0oJL6Q24

III Jornada Linguagens na Cibercultura

III Jornada Linguagens na Cibercultura

Local: Universidade Federal Fluminense- UFF - (Rio de Janeiro)

Data: 19 de junho de 2013


Mais informações: http://www.sedi.uff.br/

27 de mai de 2013

Chamadas para publicação

CASA: Cadernos de Semiótica Aplicada
Envio de resumos até 16/08/2013
Mais informações no site: http://seer.fclar.unesp.br/casa/index

GALÁXIA - Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP
Envio de resumos em fluxo contínuo
Mais informações no site: http://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/index

20 de mai de 2013

Apresentação: Estratégias enunciativas na visita ao museu de arte (27/05/13)


Lucia Teixeira (UFF, CNPq, FAPERJ)

Resumo: O trabalho pretende discutir as estratégias enunciativas desenvolvidas nos percursos de visitação a museus físicos e museus on-line. Na visita aos museus de arte, um contrato enunciativo define a variedade de atividades oferecidas: a exposição do acervo, de caráter durativo, abre-se numa espacialidade estendida, enquanto as exposições temporárias, de caráter pontual, fecham-se em espaços limitados; atividades principais, como as exposições, constituem formas de concentração dos objetivos museológicos; cursos, concertos, lojas e cafés expandem a visita e dispersam a visitação. Correspondem a essas delimitações as respostas dos visitantes, devendo-se considerar, em primeiro lugar, a variação entre a visita espontânea e a visita guiada, polos figurativos entre os quais se podem estabelecer gradações, mas que representam a oposição entre dever e querer na modalização dos sujeitos que visitam o museu e regularão sua presença numa escala que vai da indiferença à contemplação entusiasmada e mesmo à intervenção, modos de realizar a interação com o enunciador. A superposição de práticas determina formas típicas extraídas das estratégias de ajustamento entre o percurso próprio do usuário e as restrições, as proposições e os obstáculos que caracterizam o conjunto das zonas críticas do itinerário. Tanto na análise sobre os usuários do metrô (FLOCH, 1995) como em seu Diário de um bebedor de cerveja (FLOCH, 1997), Floch estabelece tipologias do sujeito que partem da oposição entre continuidades e descontinuidades, em situações cotidianas. Mesmo se consideramos as continuidades e descontinuidades do percurso, a visita ao museu, em si, não pode estar associada às práticas cotidianas e, portanto, caracteriza-se ela mesma como uma descontinuidade em relação à cotidianeidade, da mesma maneira que a obra de arte caracteriza a ruptura com um modo de ver e de estar no mundo marcado pelo mesmo, a repetição, e, por conseguinte, pela dessemantização. Entrar num museu é um gesto de distinção, ainda que a visita se inclua no intervalo de um passeio turístico. Estar lá, fugir da confusão de sentidos das ruas ou da mecanização dos atos domésticos, é entregar-se à possibilidade de adensamento ou ruptura da vida cotidiana. Na definição de um percurso, ações como olhar, admirar, informar-se, poderão ser acumuladas com outras mais pontuais e profundas, como compreender, sentir, emocionar-se, rejeitar, incorporar. Tanto no museu físico quanto no on-line a abertura de direções se oferece por meio dessa sensibilização, ainda que as formas de expressão e os mecanismos retóricos de persuasão sejam diferentes.

Data: 27/05/13 (Segunda-feira)
Horário: das 14 às 17h.
Local: Anfiteatro C da FCLAr/Unesp.


Conferência: Les robots humanoïdes comme compagnon. Quelles limites? (Projeto ROMEO)

Fonte: CeRes/Unilim
Segue o link da conferência Les robots humanoïdes comme compagnon. Quelles limites? ministrada pelo prof. Didier Tsala-Effa. O evento foi realizado no dia 14/03/2013 na Université de Limoges e está relacionada com o projeto ROMEO, sob coordenação do pesquisador. 

Link: http://www.unilim.fr/Videos-des-conferences (assistir a Conférence 14 Mars 2013) 

Fonte: CeRes/Unilim
Resumo da conferência: As tecnologias são formais, mas nos próximos anos nós viveremos junto de robôs humanoides não como meros brinquedos ou aparatos eletrônicos, e sim como uma opção alternativa de companhia, seja esta animal ou humana. Pode servir a múltiplas aplicações, por exemplo, como um assistente para pessoas com perda de autonomia, ou daquelas portadoras de certos tipos de doenças, como o autismo. O que é isso exatamente? Embora seja claro que o robô humanoide nunca pode substituir o ser humano, que continua a examinar as condições destas novas relações a serem consideradas. O que, em que aspectos e, especialmente, que condições implicariam risco de danos à humanidade da pessoa? A conferência, sob um viés semiótico, pretende contribuir para iniciar essa discussão. 

Projeto ROMEO (CeReS/Université de Limoges): Robôs de Companhia para Idosos

Fonte: CeRes/Unilim
Este projeto foi desenvolvido pelo Centre de Recherches Sémiotiques (CeReS) em parceria com a empresa parisiense Aldebaran Robotics. Nele, que o pesquisador em Semiótica Didier Tsala Effa, MCF, atua em colaboração com outros especialistas, um antropólogo (Denis Vidal), um sociólogo (Jean-Marc Lachaud), especialistas em robótica (Universidade Orsay), visão (Vision Institute), ortopedia, fisioterapia, um arquiteto de deficiência (Paul Joly), um jornalista e um coreógrafo. Este comitê e valida uma nova concepção de reunião científica que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento de robôs humanoides cujo objetivo é servir como companheiros e assistentes de pessoas idosas frágeis.

13 de mai de 2013

LIVRO - Semiótica: identidade e diálogos

Desde sua origem em meados dos anos 1960, a Semiótica discursiva, devido ao seu interesse pelas linguagens humanas em geral, já estabelecia os diálogos mais diversos com as ciências da linguagem e com as ciências exatas. Nas duas últimas décadas, retomou-se em Semiótica, especialmente no Brasil, um movimento de franca abertura que, sem negar sua identidade primeira, busca no diálogo com as demais teorias do discurso e com as ciências humanas a medida da alteridade necessária à reflexão sobre as linguagens e as práticas humanas. Assim, no que diz respeito à identidade da Semiótica, esta obra reúne trabalhos que abordam a teoria pelos vieses epistemológico e metodológico, tanto do ponto de vista da história  da teoria quanto de sua prática corrente. Já no que se refere aos diálogos possíveis, foram selecionados trabalhos de caráter interdisciplinar que dialogam direta ou indiretamente com outras disciplinas ou que tratam semioticamente de seus objetos e problemas de interesse.

Os artigos reunidos nesta coletânea são os seguintes:

Princípio de imanência: uma reflexão acerca de seu teor polêmico (Elizabeth Harkot-de-La-Taille e Paula Martins de Souza)

Interdisciplinaridade: triagem e mistura na identidade da Semiótica (Waldir Beividas e Ivã Carlos Lopes)

Os níveis de pertinência semiótica na edição das cartas de Chico Xavier (Cintia Alves da Silva e Jean Cristtus Portela)

A noção de gênero em semiótica (Jean Cristtus Portela e Matheus Nogueira Schwartzmann)

Semiótica e Retórica no estudo das paixões: diálogo entre a abordagem aristotélica e a perspectiva greimasiana (Eliane Soares de Lima)

Mito, discurso e sentido à luz da Semiótica: a origem do mundo (Geraldo Vicente Martins e Maria Luceli Faria Batistote)

Pedro Xisto: entre o fazer sentir e o fazer saber (Carolina Tomasi)

Presença e ausência em um poema de Carlos Drummond de Andrade (Vera Lucia Rodella Abriata e Naiá Sadi Câmara)

Aspectualização em poesias eletrônicas (Regina Souza Gomes)

Homoerotismo e marginalização: perspectivas semióticas (Thiago Ianez Carbonel)

A categoria discursiva de pessoa na semiótica da fotografia (Antonio Vicente Pietroforte)

Linguagens na cibercultura (Lucia Teixeira, Oriana Fulaneti, Renata Mancini e Silvia Maria de Sousa

Francisco: o percurso de uma paixão (Mônica Baltazar Diniz Signori)

Educação como promessa: questões sobre a interação e o sentido em ambientes digitais na perspectiva semiótica (Luiza Helena Oliveira da Silva e Naiane Vieira dos Reis)


PORTELA, Jean Cristtus et al. Semiótica: identidade e diálogos. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012. 268 p.

Onde comprar: Cultura Acadêmica

10 de mai de 2013

Congrès de l’Association Française de Sémiotique





Congresso da Associação Francesa de Semiótica

Local: Université de Liège - Bélgica

Data: 12, 13 e 14 de junho de 2013


Mais informações: http://www.afs2013.ulg.ac.be/www/AFS-2013/Accueil.html





“Tercer Coloquio Estudiantil de la Asociación Mexicana de Estudios de Semiótica Visual y del Espacio”


“Tercer Coloquio Estudiantil de la Asociación Mexicana de Estudios de Semiótica Visual y del Espacio”

Local: Museo de El Carmen, Álvaro Obregón, México

Data: 13, 14 e 15 de junho de 2013


Mais informações: http://www.semiotica.cl/

Jornada Internacional Ferdinand de Saussure e II Simpósio Nacional de estudos sobre os Manuscritos de Ferdinand de Saussure

Jornada Internacional Ferdinand de Saussure e II Simpósio Nacional de estudos sobre os Manuscritos de Ferdinand de Saussure 


Local: Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN - (Natal)
Data: 09, 10 E 11 de setembro de 2013


Mais informações: http://cchla.ufrn.br/eisaussure/