25 de ago de 2014

Dissertação - VIDAS EM JOGO: UMA ANÁLISE SEMIÓTICA DA TELENOVELA (PosLing/UFF)

A sugestão de dissertação dessa semana é um estudo semiótico da novela Vidas em Jogo, transmitida pela Rede Record entre 2011 e 2012. A pesquisa foi desenvolvida por Alexandra Robaina dos Santos sob orientação da Profª. Dra. Sílvia Maria de Souza, e defendida em 2013 no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade Federal Fluminense (UFF).


SANTOS, A. R. Vidas em jogo: uma análise semiótica da telenovela. 2013. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem, Instituto de Letras, Universidade Federal Fluminense, Niterói.

RESUMO: A dissertação analisa a telenovela, o gênero televisivo mais popular do Brasil, sob a perspectiva da Semiótica Discursiva. Elege-se como objeto a novela Vidas em Jogo, produzida e exibida pela Rede Record entre março de 2011 e abril de 2012. A telenovela é tomada como um texto, isto é, um todo organizado de sentido, devido à filiação teórica adotada graças a qual se considera texto todo e qualquer objeto dotado de significação. Dentre as ferramentas teóricas fornecidas pela semiótica, este trabalho se concentra nos níveis narrativo e discursivo, a fim de compor, por meio da análise, o esquema narrativo concretizado discursivamente por meio dos temas e figuras utilizados. Ao fim da análise, busca-se traçar a imagem de enunciatário inscrito na telenovela, bem como observar em que medida o discurso da telenovela reforça os valores eleitos e disseminados pela emissora.

Palavras-chave: 1. telenovela, 2. Rede Record, 3. análise semiótica.


19 de ago de 2014

CURSO: "Questions d’énonciation: linguistique et sémiotique visuelle"

De 02 a 05/09/2014, a disciplina concentrada “Questions d’énonciation: linguistique et sémiotique visuelle” será ministrada pela professora Maria Giulia Dondero (ULg/FNRS), sob a coordenação do prof. Jean Cristtus Portela, a convite do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa (PPGLLP) da FCLAr/Unesp. Participantes ouvintes serão bem-vindos e receberão certificados, desde que estejam presentes em 3 dos 4 encontros previstos.

A profa. Maria Giulia Dondero é doutora pela Universidade de Milão, professora da Université de Liège e pesquisadora do Fonds National de la Recherche Scientifique. Dondero é editora da revista Signata e atua junto à Associação Francesa de Semiótica e à Associação Internacional de Semiótica Visual. Seus trabalhos sobre semiótica visual abordam o estatuto da imagem fotográfica na estabilização contemporânea dos gêneros visuais.

Os participantes ouvintes poderão se inscrever por meio do seguinte formulário: http://migre.me/l4wQN .

O curso será ministrado das 14h às 18h, na sala 20 da FCLAr/Unesp. Sua ementa está disponível em: http://migre.me/l4wWP .

Queiram, por favor, partilhar esta mensagem com os potenciais interessados.

18 de ago de 2014

CHAMADA DE TRABALHOS 2014 - CASA: Cadernos de Semiótica Aplicada

Prezados colegas:

Está aberta até 07/09/2014 a chamada para submissão de trabalhos aos CASA: Cadernos de Semiótica Aplicada, vol. 12, n. 2, dezembro de 2014.

Os CASA: Cadernos de Semiótica Aplicada (ISSN 1679-3404), revista com estrato Qualis-CAPES B1, têm como objetivo divulgar e debater análises e reflexões teóricas sobre a linguagem, com a finalidade de promover o desenvolvimento científico e institucional das várias correntes metodológicas que estudam o texto e o discurso, com ênfase nas teorias semióticas contemporâneas. A revista publica trabalhos escritos por pesquisadores doutores ou em coautoria com pesquisadores doutores vinculados a instituições de ensino e pesquisa nacionais e internacionais.

As diretrizes para autores, que contêm informações sobre o perfil dos trabalhos aceitos e sua formatação, podem ser acessadas em: http://seer.fclar.unesp.br/casa/about/submissions#onlineSubmissions

Cordialmente,

Jean Cristtus Portela
Editor Responsável
CASA: Cadernos de Semiótica Aplicada

11 de ago de 2014

LIVRO: "Aspectualização pela análise de textos", de Regina Souza Gomes (org.)

O e-book organizado por Regina Souza Gomes, Aspectualização pela análise de textos, traz uma importante contribuição para os estudos sobre o discurso. O conceito de “aspectualização”, ainda pouco explorado, vem ganhando espaço no cenário atual da semiótica discursiva.

Definido por Greimas e Courtés (2008), no Dicionário de Semiótica, como um “procedimento discursivo de instauração de um ponto de vista”, falta homogeneidade no tratamento das questões ligadas à aspectualização. As diferentes abordagens da “aspectualização” são apresentadas ao longo dos capítulos que compõem a obra.

Regina Souza Gomes vem se preocupando com o conceito de aspectualização há certo tempo, sendo responsável pela coordenação de projetos e pela organização de cursos ligados ao tema.

O e-book Aspectualização pela análise de textos apresenta os resultados (trabalhos de conclusão de curso) de disciplinas ofertadas pela organizadora.

A diversidade de questões trazidas ao longo dos capítulos perpassa a aspectualização temporal, a aspectualização actancial, a aspectualização passional e, enfim, a aspectualização espacial. Vale a pena conferir essa obra tão rica!

CAPÍTULOS:
“A construção do impacto por meio da aspectualização temporal”, de Caio Cesar Castro da Silva
“Londres-2012: modalização e aspectualização no caderno especial do jornal Folha de São Paulo”, de Felipe Lima
“Análise semiótica da aspectualização no discurso da presidente Dilma Roussef”, de Mayara Nicolau de Paula
“Aspectualização actancial em canção popular”, de Natália Rocha Oliveira Tomaz
“Aspectualização no discurso em Sylvia Orthof”, de Marcia Andrade Morais Cabral
“O amor em canção de Clarice Falcão: uma análise semiótica da aspectualização”, de Matheus Odorisi Marques
“Aspectualização e paixões: uma análise das dimensões patêmicas no discurso”, de Juliana Oliveira dos Santos
“As paixões e a aspectualização: leitura de cadernos televisivos”, de Tiana Andreza Melo do Nascimento
“Aspectualização espacial: uma proposta de análise”, de Claudia Maria Souza Antunes
“A aspectualização espacial em relatos esportivos”, Margareth Andrade Morais Rubino