18 de nov de 2014

Dissertação - O tempo na interpretação musical: uma escuta tensiva

A sugestão de dissertação desta semana é a pesquisa " O tempo na interpretação musical: uma escuta tensiva". Sob a autoria de Marina Maluli César, o trabalho foi defendido em 2012 no Programa de Pós-Graduação em Linguística da FFLCH/USP, sob a orientação do Prof. Dr. Luiz Tatit.

Resumo: Este trabalho tem como fundamentação teórica a semiótica de linha francesa e seus recentes desenvolvimentos tensivos. Tomamos como objeto de nosso estudo as variações de ritmo e andamento presentes em um texto sonoro, pela abordagem do plano de expressão musical. O objetivo deste trabalho consiste em compreender como tais possibilidades discursivas se articulam durante a realização da obra por um intérprete, a partir das indicações presentes na partitura. Após considerações iniciais sobre o texto e o intertexto musical, cuja finalidade é determinarmos o modo como estas potencialidades são manifestadas, consideramos o tempo em diferentes níveis segundo Gérard Grisey (1987, 2004, 2008) e Messiaen (1996, 1995, 1994). Em um segundo momento, buscamos articular os diferentes tipos de escuta segundo Schaeffer (1966) e Greimas (2008) ao considerar o ouvir como um fazer, o qual requer a aquisição de competências para tal. Partiremos da noção de ritmo em uma perspectiva fundamentada na semiótica tensiva em considerações sobre este tema propostas por Greimas e Courtés (1986), Valéry (2007), Zilberberg (1990, 1996, 2001, 2011) e Tatit (1998, 2010b). Finalmente, com apoio dos estudos sobre temporalidade realizados por Zilberberg e dos desenvolvimentos propostos por Tatit, empreendemos uma análise de seis interpretações de dois Noturnos de Chopin, sendo duas do opus 15 n. 3 e quatro do opus 27 n. 2, tendo como parâmetro de comparação o uso do tempo rubato durante as performances musicais. Nosso objetivo foi então estabelecer algumas diretrizes para se compreender os mecanismos de construção do sentido que resultam nos enunciados característicos do discurso musical, segundo as intenções de cada intérprete.

Palavras-chave:  Escuta; Interpretação musical; Ritmo; Tempo; Tensividade.

17 de nov de 2014

XX Colóquio do Centro de Pesquisas Sociossemióticas - CPS

O XX Colóquio do Centro de Pesquisas Sociossemióticas - CPS acontecerá entre os dias 24 a 28 de novembro de 2014 na PUC-SP.

Confira a programação completa neste link.

Local: Monte Alegre, 984
Bairro Perdizes, São Paulo, SP
TUCA: Mezzanino

10 de nov de 2014

LIVRO: "Perfil do Leitor Brasileiro Contemporâneo - Os livros mais vendidos no Brasil de 1966 a 2010", Arnaldo Cortina


Fruto de sua tese de livre-docência, a obra de Arnaldo Cortina traça um refinado panorama do leitor brasileiro contemporâneo.

Sob o aporte da semiótica discursiva, o autor analisa os livros mais vendidos no Brasil de 1966 a 2010, partindo do pressuposto de que os livros mais vendidos são também os mais lidos.

Vencendo preconceitos e barreiras, "Perfil do Leitor Brasileiro Contemporâneo - Os livros mais vendidos no Brasil de 1966 a 2010" mostra que é possível delinear o éthos do leitor a partir de suas escolhas de leitura, que são também reflexos da cultura contemporânea.

Arnaldo Cortina é livre-docente pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquisa Filho", onde é professor do Departamento de Linguística, e vem disseminando as sementes dessa obra tão produtiva entre seus orientandos.

Vale a pena conhecer esse trabalho!

No site da editora Mercado de Letras, é possível explorar o conteúdo: http://mercado-de-letras.com.br/resumos/pdf-08-09-14-20-25-09.pdf

E adquirir a obra: http://mercado-de-letras.com.br/livro-mway.php?codid=389



7 de nov de 2014

Conferência de Eric Landowski na Unesp/Araraquara: "O olhar semiótico - em tempo de crise" (18/11/2014)

Acontecerá no dia 18 de novembro de 2014, terça-feira, às 14h30, na Unesp/Araraquara, a conferência de Eric Landowski (CNRS/Paris): "O olhar semiótico - em tempo de crise". 

A conferência será realizada em português e seguida de um debate.

Local: Unesp/Araraquara, sala 30, FCL. 60 vagas.

Inscrições em breve disponíveis em: http://pitagoras2.fclar.unesp.br/inscricoes/.

Eric Landowski é pesquisador aposentado do CNRS (Paris) e mantém uma longa colaboração de pesquisa com o Brasil, especialmente com o CPS/PUC-SP, com a FFLCH/USP e com a FCL/Unesp, onde já ministrou diversos cursos e palestras a convite do Grupo CASA. Entre as suas obras mais importantes, podemos citar Presenças do outro (Perspectiva, 2002), Passions sans nom (PUF, 2004) e Interações Arriscadas (Estação das Letras e das Cores, 2014, no prelo). Landowski é fundador e editor da revista Actes Sémiotiques e um dos precursores da Escola Semiótica de Paris, juntamente com A. J. Greimas.

A conferência conta com o apoio do Programa de Pós-graduação em Língua Portuguesa e do Programa de Pós-graduação em Estudos Literários da FCL/Unesp, câmpus de Araraquara.

3 de nov de 2014

CHAMADA: Revista Estudos Semióticos

A revista on-line Estudos Semióticos, publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, está recebendo artigos e resenhas para o volume 11, a ser editado em dois números no ano de 2015. Podem ser propostos trabalhos que se enquadrem na área da semiótica ou em domínios conexos que lidem com os signos, os textos, os discursos e as práticas sociais produtoras de sentido, desde que tais trabalhos sejam inéditos e dialoguem com as teorias semióticas. A revista aceita contribuições em português, francês, inglês, espanhol e italiano.

Os artigos e as resenhas podem ser enviados pelo site da revista ( http://revistas.usp.br/esse ) ou pelo e-mail rev.esse@usp.br até a data-limite de 31 de dezembro de 2014.